Aécio e Anastasia serão denunciados ao MPF por rombo de R$ 6 Bilhões em Minas | Luis Antonio 13
Amigos do Facebook
Rádio Transmissão
Vereador - Luis Antônio

 

O Governo de Aécio/Anastasia do PSDB, em doze anos arrombou as finanças do estado de Minas Gerais. Uma das razões dessa diferença foi a antecipação de dividendos das empresas públicas ao longo de 2014. Empresas de que o governo do Estado é acionista, como a Cemig e a Copasa, anteciparam dividendos que só deveriam ser pagos este ano. Um exemplo desse artifício foi o pagamento de dividendos de R$ 60 milhões da MGI – Minas Gerais Participações, em 30 de dezembro, a dois dias do final do mandato.

Mesmo tendo antecipado a retirada desses dividendos, o recurso constava como receita a ser arrecadada em 2015, no total R$ 4,7 bilhões patrimoniais. Com a avaliação feita pela nova administração, foi descoberto que restou apenas R$ 1,1 bi em dividendos, sendo R$ 500 milhões passíveis de antecipação em 2015. Este é o quadro de ‘congestão financeira’ dos governos tucanos liderados por Aécio.

“Não vamos receber esse ano os dividendos de 2014, pois os valores foram todos antecipados até o limite”, explicou o secretário da Fazenda José Afonso Bicalho. Devido ao déficit, o estado vai zerar os investimentos com recursos próprios, mas serão realizadas obras e contratação de serviços com recursos vinculados e de operações de crédito.

Apesar da grave situação financeira do Estado, o governador Fernando Pimentel assegurou a aplicação constitucional de 12% na educação, 25% na saúde e 1% na Fapemig- Fundação de Amparo a Pesquisa do Estado de Minas Gerais, e todos os aumentos salariais dos servidores autorizados por lei. Os aumentos salariais serão pagos ao longo de 2015.

“O pagamento da folha está garantido, mas é importante destacarmos que a mudança no orçamento nada tem a ver com a falácia de que seria culpa das contas do governo federal. A peça anterior não era factível”, disse o governador. Além disso, é ordem de Pimentel priorizar as demandas da educação. “Temos a proposta de pagar o piso salarial e temos um grupo de trabalho com os representantes. A ordem é repassar para q educação qualquer folga orçamentária”, disse Helvécio.

Balanço parcial da situação deixada pelos governos de Aécio, Anastasia e Alberto – a trinca de Ás responsável pela derrocada do Estado de Minas Gerais

O governo do PSDB sob o comando de Aécio Neves levou ao sucateamento dos serviços públicos em todas as áreas. O malfadado Choque de Gestão deixa o estado em situação de caos, afunilando nossa economia e colocando Minas Gerais na contramão do desenvolvimento.

Reconstruir Minas Gerais será o maior desafio da gestão de Fernando Pimentel. Veja alguns dos problemas que o petista enfrenta desde o 1º de janeiro de 2015:

Educação – Os professores mineiros não recebem o Piso Salarial Profissional Nacional definido por Lei Federal. Nem o mínimo constitucional para a Educação (25% da receita estadual) é aplicado, o que gerou uma dívida com o setor de 8 bilhões de reais. Faltam mais de 1 milhão de vagas para o Ensino Médio na rede pública. Por causa da falta de estrutura, existem escolas estaduais funcionando em locais antes utilizados como motel e posto de gasolina. Fora o quadro de instabilidade causado pela extinção da Lei 100.

Saúde – Também sem a aplicação do mínimo constitucional para a Saúde, os mineiros seguem marcados pela amarga gestão do SUS/MG. Nenhum novo hospital. Nenhum programa estruturador. Some-se a isso uma ação movida pelo Ministério Público que questiona desvios da verba da Saúde para a Copasa da ordem de mais de 5 bilhões de reais. Outra ação questiona um superfaturamento na compra de medicamentos entre 2008 e 2012, que causou um rombo de 28 milhões de reais aos cofres públicos mineiros.

Economia – Acumulada principalmente nos últimos 12 anos, a dívida pública mineira está estimada em 102 bilhões de reais, colocando Minas Gerais na posição de 2º estado mais endividado do país. Apesar dos pagamentos de juros e amortização, a dívida cresce. A crise pela qual passa nosso estado já garantiu para 2015 baixas orçamentárias nas secretarias de Planejamento e Gestão, de Transportes e Obras Públicas e na de Agricultura, Pecuária e Abastecimento.

Previdência – A extinção do Funpemg (Fundo de Previdência do Estado de Minas Gerais) como forma de apropriação dos recursos do fundo para cobrir os déficits do caixa mineiro foi um dos maiores golpes contra o povo de Minas Gerais. Ainda assim, somente no ano passado, o Tesouro Estadual precisou fazer um aporte de 5,9 bilhões de reais para cobrir o pagamento de benefícios previdenciários. Parte desse dinheiro foi excluído do pagamento com despesas de pessoal.

Governo de Minas denunciará Aécio e Anastasia ao MPF; PT-MG abrirá CPI

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  • Irene Atienza e Douglas Lora: Bolero e Samba marcam presença em São Paulo 21 de maio de 2019
    A espanhola Irene Atienza e o brasileiro Douglas Lora estreiam a programação musical da Mercearia do Conde, dia 23 de maio The post Irene Atienza e Douglas Lora: Bolero e Samba marcam presença em São Paulo appeared first on GGN.
  • Bolsonaro homenageia desembargador que impediu liberdade de Lula 21 de maio de 2019
    Thompson Flores foi agraciado com a Ordem do Mérito Naval, concedida a quem presta serviços memoráveis à Marinha, diz jornal The post Bolsonaro homenageia desembargador que impediu liberdade de Lula appeared first on GGN.
  • Chico Buarque recebe Prêmio Camões 2019 pelo conjunto da obra 21 de maio de 2019
    Escritor e músico é o 13º brasileiro a receber o reconhecimento, último foi Raduan Nassar, em 2013; Entre nomes que já receberam prêmio estão Jorge Amado e José Saramago The post Chico Buarque recebe Prêmio Camões 2019 pelo conjunto da obra appeared first on GGN.
  • 14 governadores assinam carta contra decreto de armas de Bolsonaro 21 de maio de 2019
    Os governadores entendem que "as medidas previstas pelo decreto não contribuirão para tornar nossos estados mais seguros" The post 14 governadores assinam carta contra decreto de armas de Bolsonaro appeared first on GGN.
  • “Estamos abertos a propostas”, diz Mourão sobre megaprojeto da China 21 de maio de 2019
    "O Brasil não pode ser só uma loja que a China vai e compra itens. Tem que ser mais do que isso. As coisas que vem do Brasil têm que ter o mesmo valor que as que vem da China", diz vice-presidente The post “Estamos abertos a propostas”, diz Mourão sobre megaprojeto da China appeared […]
  • A marcha da loucura, por Juan Arias 21 de maio de 2019
    A manifestação prevista para domingo não será mais uma. Deixará marcas profundas, triunfando ou fracassando. O Brasil ficará perigosamente dividido The post A marcha da loucura, por Juan Arias appeared first on GGN.
  • Revivendo Johnny Alf, por Aquiles Rique Reis 21 de maio de 2019
    Alf, seu piano e sua voz parecem flutuar em estado de graça The post Revivendo Johnny Alf, por Aquiles Rique Reis appeared first on GGN.
  • Rejeição a Bolsonaro dispara e já supera aprovação 21 de maio de 2019
    A desaprovação do governo Bolsonaro superou a aprovação pela primeira vez: 36,2% da população considera a gestão “ruim ou péssima”, superando os 28,6% que avaliam como “ótima ou boa”. Os números são da pesquisa da consultoria
  • Festival Lula Livre dia 2 de junho em São Paulo 21 de maio de 2019
    A terceira edição do Festival Lula Livre será no dia 2 de junho, no Vale do Anhangabaú em São Paulo. Nomes como Arnaldo Antunes, Chico César, Otto, Felipe Catto, Francisco El Hombre, Mombojó, Slam das Mina, Aláfia, Fernanda Takai, Dead Fish e Márcia Castro já estão confirmados. LEIA TAMBÉM: Lula, apaixonado, já usa aliança
  • Eleitor camarão é 55% do eleitorado brasileiro, diz Paraná Pesquisas 21 de maio de 2019
    A Paraná Pesquisas afirma que 25% do eleitorado brasileiro se diz “bolsonarista” e que 20% se declarada “petista”. Dentro da margem de erro, as duas
  • Ex-prefeito de Londres diz que Lula foi o melhor líder do Brasil 21 de maio de 2019
    O ex-prefeito de Londres Ken Livingstone divulgou um vídeo nesta terça-feira (21) no qual fala sobre o papel de liderança mundial do ex-presidente Lula (PT) e analisa que o real motivo de sua prisão política é o medo de que o povo volte ao poder: “Obama chamou Lula de o político mais popular do planeta. […]